Causas da Insônia

A insônia é um distúrbio cada vez mais comum, que pode afetar pessoas de qualquer gênero e faixa etária, embora seja mais frequente entre o público feminino. A condição acaba prejudicando o sono da pessoa afetada, fazendo com que ela não consiga dormir ou se acorde no meio da noite. Por afetar o período de descanso, pessoas que têm insônia acabam passando por problemas como indisposição durante o dia, falta de energia para realizar atividades, alterações de humor e pouco desempenho no trabalho ou nos estudos.

Durante a vida adulta, muitas pessoas experienciam a insônia em algum momento. No entanto, o distúrbio pode se tornar crônico e permanecer por um longo período de tempo ou por toda vida. Além disso, ela pode ser causada de forma secundária devido a alguma doença ou uso inapropriado de algum medicamento.

O que causa insônia?

Muitos fatores estão relacionados com a presença da insônia durante a noite. De forma geral, distúrbios psicológicos costumam ser a principal causa para o problema, assim como diversos hábitos.

Estresse

mulher estressada

Situações de estresse causadas pelo trabalho, estudos ou relacionamentos podem acabar desencadeando problemas para dormir durante a noite, pois deixam a mente ativa. Além disso, pessoas que passaram por uma experiência de estresse pós-traumático também podem sofrer com insônia.

Ansiedade

mulher com ansiedade

A ansiedade é uma condição cada vez mais comum no mundo atual. Pessoas que sofrem com o transtorno diariamente também podem ter dificuldades para dormir a noite.

Depressão

A depressão é uma doença muito séria que exige um tratamento especializado, pois além de causar diversos problemas envolvendo o bem-estar da pessoa, ela pode também afetar o sono. Indivíduos que sofrem com depressão podem sentir muito sono ou sofrer com insônia, dependendo de cada caso.

Doenças

mulher com dor

Algumas doenças podem desencadear um quadro de insônia temporária ou crônica, uma vez que suas condições, como a dor, acabam afetando o sono da pessoa. As principais condições que causam problemas para dormir são:

  • Artrite
  • Câncer
  • Insuficiência cardíaca
  • Doença pulmonar
  • Doença do refluxo gastroesofágico
  • Distúrbios da tireoide
  • AVC
  • Doença de Parkinson
  • Doença de Alzheimer

Maus hábitos de sono

Alguns hábitos na hora de dormir também podem acabar causando insônia durante a noite. O sono irregular, quando a pessoa não dorme o suficiente ou em horários diferentes, é o principal deles. Além disso, praticar atividades que gastem muita energia à noite, dormir em um lugar com muito barulho ou muito iluminado também podem influenciar no surgimento do distúrbio.

Uso de aparelhos eletrônicos

homem deitada usando smartphone

A insônia pode ser influenciada pelo o uso de aparelhos eletrônicos, como smartphones ou computadores, antes de dormir. Assistir televisão também pode causar o problema. Isso ocorre porque esses aparelhos emitem um tipo de iluminação que atrapalha a produção de melatonina, hormônio responsável pelo sono.

Medicamentos

mulher com remédios

Muitos medicamentos podem estar por trás da falta de sono durante a noite. O uso de antidepressivos, corticosteroides, antialérgicos, e remédios que possuem cafeína ou outras substâncias estimulantes em sua composição podem causar insônia.

Cafeína, nicotina e álcool

Bebidas que possuem cafeína ou outros estimulantes em suas composições não estão diretamente ligadas a falta de sono, no entanto, elas podem eventualmente desencadear o quadro de insônia. Refrigerantes a base de cola, café e chás são os principais causadores do problema, e tomar essas bebidas a noite pode afetar o ínicio do sono. A nicotina presente no cigarro, assim como outras substâncias estimulantes, também pode causar insônia. O álcool presente em bebidas pode até influenciar na sonolência da pessoa, mas impede os estágios mais profundos do sono, fazendo com que a pessoa se acorde no meio da noite em alguns casos.

Comer antes de ir dormir

Hábitos alimentares também estão ligados a falta de sono ou problemas para permanecer dormindo durante a noite. Comer muito tarde pode acabar dando energia para a pessoa, dependendo do tipo de alimento que ela consome. Por isso, é recomendado que se faça lanches leves ao invés de uma refeição muito forte à noite.

Idade

A insônia pode se tornar cada vez mais frequente conforme o tempo passa. A maioria das pessoas idosas, por exemplo, pode acabar sofrendo com o distúrbio por não gastar tanta energia durante o dia, tendo mais tempo para dormir em pequenos intervalos à tarde, o que acaba dificultando o sono durante a noite. Além disso, a presença de algumas doenças que surgem nessa idade também pode influenciar para o aparecimento do problema, pois podem causar dores e desconfortos que prejudicam o sono.

Alterações hormonais

As alterações hormonais, principalmente nas mulheres, também podem prejudicar as noites de sono. A insônia costuma ocorrer quando os hormônios femininos progesterona e estrogênio sofrem alterações, como na TPM, gravidez e menopausa. As mulheres, principalmente no período de climatério, podem sofrer com ondas de calor noturnas, que também afetam o sono.

Como tratar?

Como visto anteriormente, diversos fatores podem acabar desencadeando a insônia. Portanto, adotar uma mudança de hábitos pode ajudar a prevenir e tratar o problema, como:

  • Não consumir alimentos muito fortes antes de dormir;
  • Fazer atividades relaxantes durante a noite, como ler um livro físico, escutar músicas relaxantes ou tomar um banho morno;
  • Evitar beber café, bebidas alcoólicas ou refrigerantes à noite;
  • Não comer chocolates ou outros doces de noite;
  • Procure relaxar a mente na hora de dormir, sem tentar apressar o sono ou pensar nos problemas do dia;
  • Durma em um lugar silencioso e longe de lugares iluminados;
  • Evite tirar sonecas durante o dia, para ter sono à noite;
  • Regule seu sono, adotando um horário para acordar e para dormir. Lembre-se que 8 horas de sono é essencial para o descanso.

Se caso você não sinta efeitos, ou faz uso de algum medicamento que possa estar prejudicando seu sono, procure um médico e converse sobre as possíveis alternativas para ter noites melhores.

Fontes:

http://www.scielo.br/pdf/%0D/rbp/v22n1/v22n1a09.pdf

http://www.psicologia.pt/artigos/textos/AOP0125.PDF